[ENTREVISTA]: #3- Shure Mei Uen

Oi Gente,


Eu gosto muito de trazer entrevistas para o blog, pois é através delas que conseguimos conhecer mais um pouco dos nossos queridos autores! Conhecer a pessoa por trás do título de escritor!! Faz com que vejamos os nossos autores com outros olhos! rs

Então, sem mais delongas - não resisti, tive que escrever "isso" - trago uma entrevista super legal, com a querida Shure Mei Uen!! Uma mulher guerreira, engajada nas causas sociais da região nordeste e super atenciosa! 

Confiram:


GeraçãoLeitura.com: Como foi a sua infância em Ilha Formosa?
Shure Mei: "Lembro-me que eu era uma criança muito agitada. Estudava numa escola município de uma cidade pequena e as aulas iniciavam às sete horas da manhã. Ao meio dia e pouco, chegava em casa, almoçava e depois ficava nas ruas até bem tarde, às vezes, só lembrava de casa quando minha mãe ia atrás de mim para jantar. A minha infância foi muita brincadeira de rua como outras crianças que moravam no interior em Taiwan, conhecida como Ilha Formosa."

GeraçãoLeitura.com: Shure, compartilhe conosco um pouco sobre a sua vinda para o Brasil quando criança. Podemos considerá-la uma brasileira “de coração”?
Shure Mei: "Eu tinha nove anos quando cheguei em São Paulo/Brasil. Era primeira vez que peguei um voo, na época, não tinha noção como era tão longe partido do meu país natal para Brasil (riso), foram quarenta e sete horas dentro de avião junto com minha família. Hoje, apesar de não me naturalizei, me considero uma brasileira, sim."

GeraçãoLeitura.com: Quando você passou a ajudar as causas sociais da região nordeste? Como se sente, realizando tais projetos?
Shure Mei: "Bom... Eu soube pela TV e na mídia falava sofrimento do povo que perdia seus gados de fome e sede, isso me causou um mal estar e, à partir daquele momento, comecei pensar sobre um pouco da vida incompatível social. Resolvi entrar como voluntária para ajudar as chegadas das doações no comitê de Recife, capital onde moro. Hoje, sinto-me uma pessoa melhor e vejo que, a vida que vivo é muito abençoada. Uma das melhores coisas que aconteceu comigo foi o projeto Ação Solidária No Sertão."
  
GeraçãoLeitura.com: Quando começou a escrever e qual autor/autora que lhe serviu como referência?
Shure Mei: "Comecei a escrever o meu primeiro livro em 2011. São muitos autores que eu gosto, mas para ser e lembrar para sempre é o autor Içami Tiba."


GeraçãoLeitura.com: Como sua família e amigos ajudam no seu papel de escritora?
Shure Mei: "A minha família me deixa bem à vontade em relação de eu ser uma escritora. Meus pais e meus irmãos, eles só ficam ansiosos quando termino uma história e quando vou fazer a capa do novo livro. Enquanto aos meus amigos, eles me respeitam e entendem o meu silêncio quando dou uma sumida para escrever, agradeço por isso."

GeraçãoLeitura.com: Quando foge a inspiração para escrever, qual o seu refúgio?
Shure Mei: "Às vezes dar uma travada mesmo. Quando acontece isso comigo, eu assisto dois e até três filmes (DVD) nesse dia, preferência na minha cama, com direito de pausa para pipoca, salgadinhos e chá." (riso)

GeraçãoLeitura.com: O que podemos esperar de seus novos livros, O Retorno de uma Canção e O DNA e a Lua Cheia? 
Shure Mei: "O Retorno de Uma Canção é sobre uma garota taiwanesa que sonha crescer para ser uma 'estrela' de ópera chinesa. Por ser pobre, encontrará muitos caminhos difíceis. Também narro sobre a educação rígida na época de 1960. Isso, dificultará mais ainda para a minha personagem a realizar o seu sonho. O DNA e a Lua Cheia, estou finalizando o destino de cada personagem. A história é uma luta constante com o fato de assassinatos misteriosos, uma história policial e épico."

GeraçãoLeitura.com: Quais as dificuldades e facilidades que você encontrou com a publicação independente?
Shure Mei: " Até agora não encontrei as dificuldades para publicarem os meus livros. Não tenho Editora, penso eu que, ser independente posso escolher a cor do papel, o tamanho, a capa e gráfica que eu quisesse. Também como seria distribuído e na divulgação, tudo fica mais fácil para mim."

GeraçãoLeitura.com: Qual a música ou banda, que define a trilha sonora de sua vida?
Shure Mei: " Curto muito a música chinesa. A trilha sonora, maiorias são dos filmes como O Último Imperador; O Conde de Monte Cristo; NCIS e etc. Gosto muito a banda Roxette, curto desde que eu soube o que é uma banda."

GeraçãoLeitura.com: Recentemente, você criou uma página no Facebook: História de VIDA. Conte-nos um pouco sobre essa iniciativa. Qual a sua sensação realizando essa campanha?
Shure Mei: " A VIDA é o nome de uma cadela que salvamos no sertão, 400 km de Recife. Uma voluntária a encontrou na beira da morte. Estava em osso e pele com os olhos cheios de pus impedindo de abri-los, havia uma semana e dias sem comer e beber água. Imediatamente, lá no sertão, eu cuidei em dois dias injetando glicose na boca dela e a limpei. Nos dias depois, ela abriu os olhos e sinto nos olhares começavam a se brilharam pedindo para viver, isso, fiquei muito emocionada. Hoje, ela está com uma amiga minha e resolvemos criar uma página na rede social para as pessoas acompanhá-la. Um exemplo! Sinto-me mais uma missão cumprida."  

- Para quem quiser visitar e conhecer a página da História de VIDA!

Um pingue-pongue, eu digo uma palavra e você me responde, com a primeira que vier a cabeça.Certo?
  • Uma cor? "Azul"
  • Um motivo de orgulho? "Meus pais"
  • Um animal? "Cachorro"
  • Um amigo? "Deus"
  • Um lugar? " Casa de campo"
  • A felicidade é? "A vida é bela"

QUEM É SHURE MEI?
 " Humilde, brincalhona, caseira, feliz e sonhadora."

GeraçãoLeitura.com: Qual o recado que você deixa aos seus leitores, admiradores do seu trabalho e os leitores do GeraçãoLeitura.com?
Shure Mei: "Só tenho agradecer tudo que tenho recebido: carinhos; elogios; nas palavras lindas; lindas mensagens recebidas aos meus leitores e colegas escritores.  Ao meu parceiro GeraçãoLeitura.com, centenas de obrigada pela oportunidade de dar o espaço para os meu leitores conhecerem mais um pouco de mim, pessoal, sou grata por tudo isso! Um grande abraço a todos."

Bom, pessoal, espero que vocês tenham gostado da entrevista tanto quanto eu!! Logo logo, trarei mais entrevistas e não deixem de comentar!! :)

Adriano Gutemberg

18 comentários:

  1. Muito bom conhecer um pouco mais sobre a Shure Mei, a infância em Taiwan, a vinda para o Brasil, como se deu a escrita... gostei de tudo mesmo, Adriano, o seu blog está de parabéns pela excelente entrevista.

    Abraços.

    Uma dose de palavras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho fantástico essa oportunidade que temos de conhecer os escritores!! Muito Obrigado parceiro! :D

      Abraço

      Excluir
  2. Olá como vai? Continue trazendo entrevistas para o blog, pois adoro!
    Muito legal sua entrevista, conhecer mais sobre os autores é sempre bom!
    Abração :*

    http://olivrodehoje.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, pretendo trazer mais entrevistas logo logo!! :D

      Muito Obrigado!!

      Excluir
  3. Oi Adriano.
    Que entrevista ótima. Eu já conhecia a autora de outros blogs, mas foi ótimo saber mais sobre ela.
    Beijo

    http://elaeseuslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jéssica, é sempre legal conhecer um pouco mais sobre nossos autores! :D

      Beijo

      Excluir
  4. Eu não conhecia essa autora, super legal a entrevista.
    Adorei o blog! ;)

    Beijos!
    http://viajantesdaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei conhece essa escritora =D

    ResponderExcluir
  6. Oi Adriano,
    muito legal a entrevista, me identifiquei quando ela disse que só lembrava de voltar para casa quando a mãe chamava para jantar, nossa eu era bem assim e as vezes ainda fingia não ouvir o chamado para ficar brincando mais um pouco rsrsrs.
    Os livros dela parece ser bastante interessante, vou me informar melhor sobre eles depois.
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aah, eu confesso que também tive minha infância assim! Sempre na rua com os amigos!

      Pretendo iniciar a leitura logo e trazer a resenha!
      beijos Lizi

      Excluir
  7. Cara Adriano
    que entrevista legal! Não sabia que a Shure era tao devota nos cuidados a essas causas sociais, bem foda!

    Faz entrevista com o Bruno Godoi e o Jorge Lourenço rapaz!

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Luis, ela é bem engajada nas causas do nordeste!

      Logo logo, trarei entrevista com eles Luis!! Calma calma!! rs

      Abraço

      Excluir
  8. Oi dri,
    curti muinto a entrevista! Eu naum sabia q a publicacao independe era tao facilitadora para os autores!

    bjinhs

    ResponderExcluir
  9. Oi adriano,
    sendo sincero eu nao li toda a entrevista, mas as partes que eu li foram bem legais!

    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs, obrigado pela sinceridade e por ter lido algumas partes :P

      Abraços

      Excluir

Olá, leitor

Obrigado pela visita. Espero que tenha gostado do material do post. Tenha certeza que ele foi preparado com muito carinho na intenção de agradar você, leitor. Sintam-se convidados para compartilhar suas impressões, comentários e opiniões sobre o assunto. É sempre um prazer receber sua visita. Voltem sempre!

- Leio todos os comentários e respondo sempre que tiver tempo!
- Os comentários que não tenham relação com o post NÃO serão retribuídos, isso envolve, convites para promoções, conhecer novos blogs e spams.
- Ao fazer seu comentário, deixe seu link que eu adorarei fazer uma visita ao seu blog.

Obrigado pelo comentário :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...