[RESENHA]: A Tempestade - William Shakespeare

Olá leitores, como vocês estão?

Nesta publicação venho resenhar para vocês o livro “A Tempestade” escrito, pelo maior dramaturgo da literatura universal, William Shakespeare. A obra já foi publicada por diversas editoras no Brasil, inclusive sob a forma de história em quadrinhos; no entanto, a edição em questão, pertence à Editora Martin Claret, que traz uma edição com uma boa tradução e texto integral.
Dessa forma, meu primeiro contato com a obra foi através desta frase do livro: “somos feitos da mesma matéria dos sonhos, nossa vida pequenina é cercada pelo sono”; (numa segunda tradução pode-se ler a mesma frase da seguinte forma: “somos tecidos do mesmo pano que os sonhos são feitos e nossa pequena vida sempre termina como um sonho”). Li tal citação no trailer do filme (isso mesmo, essa obra de Shakespeare já ganhou uma adaptação de cinema premiada) e logo em seguida iniciei uma odisseia em busca de uma versão para ler, entretanto poucos sites estavam vendendo, até que o encontrei numa livraria física por um bom preço.

“A Tempestade” foi a última peça escrita por Shakespeare, oficialmente, e é considerada como uma das obras mais majestáticas do autor. Nesta peça Shakespeare mostra como uma tempestade arrasta uma certa realeza para uma misteriosa ilha, que em princípio, mostrava-se ser apenas o destino de um naufrágio, todavia ao desenrolar da história percebe-se que a tempestade e o acidente no mar foram primorosamente orquestrados como plano de fundo para uma vingança. Assim sendo, torna-se imprescindível descrever alguns personagens e breves descrições dos ocorridos.

Logo no início temos contato com a "realeza" presente no navio que está voltando de um casamento. Dentre eles tem-se Gonzalo um importante conselheiro que mostra-se um homem de bom caráter por atitudes relevantes no passado. Junto dele lê-se sobre Alonso, o rei de Nápoles, Ferdinando, seu filho e Sebastião, seu irmão. Em seguida estava presente no navio Antônio, o irmão de Próspero e atual duque de Milão. Em seguida, na ilha, pode-se escrever sobre Próspero, o antigo duque de Milão e sua filha, Miranda, que vivem com algumas figuras peculiares e espíritos mágicos.

Vale esboçar que a narrativa não é contada de forma linear, por isso desenvolve-se neste parágrafo uma breve descrição ordenada dos principais fatos. Próspero foi o antigo duque de Milão, no entanto desenvolveu um grande interesse pela “ciência do futuro” (magia), esquecendo das atividades políticas, o que fez com que alguém bem próximo, tramasse para tomar o ducado para si, prendendo Próspero e sua filha ainda pequena numa cela e lançando-os ao mar. Todavia, graças a Gonzalo que preparou melhor a prisão de Próspero, inclusive com mantimentos, o duque traído de Milão pôde chegar à ilha com sua filha, ambos vivos, onde, mediante o uso da sua magia, conquistou a ilha e os espíritos mágicos que lá habitavam.

Decorrido um tempo, uma tempestade no mar levou, magicamente, a tripulação naufragada até a ilha, na qual Próspero pôde, finalmente, resolver seu passado enfadonho. Dessa maneira, pode-se relatar que existem mais personagens e mais detalhes ao longo da obra como, por exemplo, uma bela história de amor.

Finalmente, vê-se que Shakespeare criou uma história majestática em que o leitor se vê transportado para essa misteriosa ilha, onde magia e realidade se unem de forma tão natural que a fantasia se estende para fora das páginas do livro e preenche as emoções do ledor. A experiência de ler William Shakespeare é única, visto que poucos escritores conseguem nos fornecer cem páginas de pura poesia mediante cada fala dos personagens.


Confesso que li a história com o dicionário ao lado, pois o léxico utilizado é por vezes bastante rebuscado, no entanto os relatos sobre, traição, vingança, amor e perdão vale a pena cada esforço.

A edição feita pela Martin Claret para a coleção “A Obra Prima de Cada Autor”, é considerada como uma edição de bolso (visto o pequeno tamanho do livro), mas conta com orelhas e um bom material para a capa. Já o texto foi impresso em papel off-set branco o que diminui um pouco a qualidade visual e a legibilidade. No entanto, a Martin Claret, fez uma nova impressão, mais caprichada da obra (foto da capa ao lado). Já o filme foi indicado e premiado para importantes prêmios em festivais de cinema.


-Recomendo muito o livro a todos. Coloquem em suas listas de desejos de Natal, pois tenho certeza que vocês não irão desgrudar do livro assim que começarem a ler. Após experimentar toda a poesia e as belas frases no texto de Shakespeare aliado a todo o recurso metafórico e simbólico que se percebe ao longo da história os leitores verão que o autor não decepcionou.


AVALIAÇÃO GERAL:
                                                           
Beijos e um forte abraço a todos. Comentem o que acharam da resenha e se pretendem ler o livro de Shakespeare.
Atenciosamente, Jonh Alkamim

15 comentários:

  1. Não conhecia essa obra do Shakespeare e menos ainda sabia que tinha até filme.
    Li, até hoje, apenas um livro do autor e gostei bastante. Por isso acredito que eu vá gostar, sem falar que a premissa dessa peça é muito boa também. Sem falar que a escrita do autor é arrebatadora.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de dezembro

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Ainda não tinha tido vontade de ler o livro, embora eu já tenha visto o filme faz um tempo. Adorei a sua resenha, principalmente pela ideia de resenhar um clássico da literatura mundial, em uma época em que as pessoas se prendem apenas aos livros da moda, não que eles sejam ruins, o problema é que as pessoas tem preguiça de encarar os clássicos.
    Vou ler o livro em breve, já coloquei na minha lista.
    beijos :*

    ResponderExcluir
  3. Nem conhecia '-', muito menos a cinematográfica D:'
    Não sou acostumada a ler tantas obras complexas. A de quadrinhos parece legal :) Por ser a última peça, deve ter muitos sentimentos ou coisas preciosas nela, mesmo talvez, ele não sabendo disso. Essa tripulação de náufragos estão numa situação bem difícil em? Tendo magia também, parece ser legal. E com essa classificação, dá vontade de ler.
    Abraços John,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  4. Eu não sabia nem da existência do filme acredita?
    O livro parece ser muito bom, o autor com certeza é consagrado mas não é uma leitura que me atraia muito.

    ResponderExcluir
  5. Parece um ótimo livro! É incrível como ainda não li nada de Shakespeare.. Tentarei fazer essa leitura em breve.. Sempre bem recomendadas as obras do autor, claro.. rsrsrs

    ResponderExcluir
  6. Olá, John!

    Não conhecia o livro, muito menos o filme. Achei sua resenha bem instigante, parece ser um livro muito bom. Entretanto, estou com tantos na fila de leitura que fica inviável adicionar mais esse nela! Quem sabe ano que vem, não é mesmo?

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Ainda nao li nada de Shakespeare e confesso que nao senti vontade, acho que eu seria pior que vc, pq eu quando encontro alguma palavra que nao conheço paro de ler e corro pra ver o significado, corro pro google (mais rapido... kkkkkk)

    ResponderExcluir
  8. Oi John, tudo bem? Ainda não li nada de Shakespere, pelo menos não as edições integrais, uma vez li uma adaptação de Hamlet em Inglês para fazer uma leitura dramática e gostei bastante. Enfim, achei a premissa bem interessante, e a forma não linear da história causa toda uma complexidade a mais. Enfim, nem sabia que existia filme... acho que vou assistir ao filme primeiro, para depois poder ler.

    Gosto dessas edições da Martin Claret. Elas são realmente pequenas e as letras também, mas são opções baratas.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  9. Oi John!! Shakespeare foi realmente um gênio, eu não tinha conhecimento desse livro, na verdade não sei muito sobre os escritos dele a não ser o tão reciclado Romeu e Julieta, mas a forma como ele escreve é maravilhosa e sem duvidas acredito que A Tempestade seja uma leitura maravilhosa!!

    Xo
    Re.View

    ResponderExcluir
  10. Shakespeare é sempre muito bem-vindo. Sou suspeito pra falar, pois sou formado em Artes Cênicas, e acho-o o grande gênio da dramaturgia de todos os tempos. É impressionante o poder que ele tem de ser atual, mesmo vivendo séculos atrás. Suas metáforas são geniais. Enfim, vou terminar por aqui, senão vou elogia-lo até o ano que vem. kkkkkkk
    John, você já leu "Sonhos de Uma Noite de Verão" ou "Macbeth"?!?!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Sou formada em teatro e amo Shakespeare com todas as minhas forças! Tenho a obra completa dele, mas ainda não li tudo... não li A Tempestade, mas já vi algumas montagens da obra e acho a história fantástica. Realmente apesar da linguagem mais rebuscada a leitura de tudo o que ele escreveu sempre vale a pena.

    Beijo.

    Ju - Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  12. Oie,
    Já li um livro do Shakespeare e o achei super interessante e maravilhoso.
    Apesar de gostar bastante das obras do autor não leria esse, esse exemplar não me fisgou.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Jonh! Eba, já adorei ver resenha de clássico por aqui :) Não conhecia a história, mas parece ser sensacional. Nunca li nada do autor, mas ele parece, pelo menos neste livro, ter a capacidade de unir magistralmente todos os elementos da obra. Além disso, adorei saber que há muita poesia na narrativa. Já coloquei na lista!! Beijos

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o livro, muito menos o filme e não fiquei lá tão empolgada para ler A Tempestade. Já li algumas obras de Shakespeare e assim como você, dicionário do lado hahah então, eu passo essa leitura :/

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito dá resenha. Já tinha vontade de ler antes, agora então...

    ResponderExcluir

Olá, leitor

Obrigado pela visita. Espero que tenha gostado do material do post. Tenha certeza que ele foi preparado com muito carinho na intenção de agradar você, leitor. Sintam-se convidados para compartilhar suas impressões, comentários e opiniões sobre o assunto. É sempre um prazer receber sua visita. Voltem sempre!

- Leio todos os comentários e respondo sempre que tiver tempo!
- Os comentários que não tenham relação com o post NÃO serão retribuídos, isso envolve, convites para promoções, conhecer novos blogs e spams.
- Ao fazer seu comentário, deixe seu link que eu adorarei fazer uma visita ao seu blog.

Obrigado pelo comentário :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...